SAUDAÇÃO DE FIM DE ANO

Publicado em 30/12/2012

SAUDAÇÃO DE FIM DE ANO

Mensagem do Pr. João Batista a todos os pastores e membros da IMUB.

O ano de 2012 para mim definitivamente não foi o melhor ano de minha vida, a não ser em alguns aspectos:

Primeiro: estou aprendendo que muito pouco eu sei ou nada sei. E portanto necessito muito da graça, da presença e da direção de Deus em minha vida para não decepcionar ou até escandalizar os meus amigos.

Segundo: acho que a minha maior descoberta foi compreender mais a humanidade e os sofrimentos de JESUS e como isto se relaciona com a minha vida.

Apesar de ter estudado os evangelhos sinóticos no Seminário, eu não compreendia bem isto (nem mesmo sei se o professor entendia mesmo, na prática, o significado de certas palavras ou frases).

Me refiro à definição dada por Lucas sobre JESUS como FILHO DO HOMEM, de modo semelhante ao que também profetizou Isaías (Is 53:3): “Ele era desprezado, e o mais rejeitado entre os homens, homem de dores, e experimentado nos sofrimentos; e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum”.

Não sei se por força da mídia evangélica, se influencia do ambiente ou do momento em que vivemos ou por meu próprio descuido, eu até então não tinha nenhuma identidade com este JESUS. Eu não estava preparado para aceitar a perda, a dor, o desprezo, a solidão, os conflitos, as doenças, incuráveis e por ai vai... O meu EVANGELHO E O MEU JESUS, com que mais me identificava, era o evangelho que descreve Jesus com FILHO DE DEUS, VERBO DE DEUS, RESPLENDOR DA GLÓRIA E EXPRESSA IMAGEM DE DEUS.

Mas pouco a pouco estou descobrindo que na realidade eu sou mesmo muito mais parecido com o Jesus de Lucas e de Isaías.

Eu sei que posso estar criando uma baita confusão na mente de alguns e, por favor, não me comparem a filósofos.

Eu tenho plena certeza de que não há dois "JESUS" na história. O que existe é desequilíbrio em nossas experiências, ensino e pregação. Ou somos triunfalistas ou pessimistas. Parece que a grande dificuldade é sermos equilibrados.

Filipenses 3:13-14: “Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim, 14. Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.”

Estou determinado a seguir aprendendo. A seguir a vida olhando pelo para-brisa e não pelo retrovisor. O tempo que passei crendo e esperando não foi perdido, acho até que isto me fez mais forte. Acho que é melhor morrer crendo do que viver na apostasia. Acho que a melhor forma de predizer o futuro é acreditar na fidelidade, bondade, justiça e sabedoria de Deus.

Com a graça de Deus chegamos até aqui e quero sugerir aos meus amigos a prática diária, ou semanal, ou anual, de anotar as experiências da vida num caderno ou num pedaço de papel e colocar num envelope para recordar de vez em quando, como diz o Salmo 103:1-2: “BENDIZE, ó minha alma, ao SENHOR, e tudo o que há em mim bendiga o seu santo nome. 2. Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e não te esqueças de nenhum de seus benefícios”.

Ou como diz o velho hino do cantor cristão:

Se da vida vagas procelosas são;
Se com desalento julgas tudo vão;
Conta as muitas bênçãos, dize-as de uma vez ,
E verás surpreso, quanto Deus já fez!

Tens acaso mágoas triste é teu lidar?
É a cruz pesada que tens de levar?
Conta as muitas bênçãos, não duvidarás,
E em canção alegre os dias passarás.

Quando vires outro com seu ouro e bens,
Lembra que tesouros prometidos tens;
Nunca os bens da terra poderão comprar
A mansão celeste em que tu vais morar.

Seja o teu conflito fraco ou forte cá,
Não te desanimes Deus por cima está.
Seu divino auxílio minorando o mal,
Te dará consolo e paz celestial.

CONTAS AS BÊNÇÃOS, CONTA QUANTAS SÃO,
QUE TENS RECEBIDO DA DIVINA MÃO;
UMA A UMA, DIZE-AS DE UMA VEZ,
E HÁS DE VER, SURPRESO, O QUANTO DEUS JÁ FEZ.


Os MAUS DIAS FAZEM PARTE DAS PROMESSAS DE DEUS: Há muitos exemplos como JOSÉ, DANIEL... E QUE DIZER DO VELHO JÓ? Poderíamos aumentar muito esta lista.

Aprendi também que nestes dias maus Deus está nos forjando, como um ferramenteiro, a fogo, pancadas e choque térmico. Deus está fazendo de nós uma ferramenta útil, nos tornando mais humanos, nos ensinando o significado da dor, do sofrimento e das lágrimas.

Deus também nos ensina a chorar para podermos consolar, como diz 2 Coríntios 1:3-5 “Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e o Deus de toda a consolação; Que nos consola em toda a nossa tribulação, para que também possamos consolar os que estiverem em alguma tribulação, com a consolação com que nós mesmos somos consolados por Deus. 5. Porque, como as aflições de Cristo são abundantes em nós, assim também é abundante a nossa consolação por meio de Cristo”.

Para não ser cansativo quero finalizar com mais esta poesia antiga:

Graças dou por esta vida, pelo bem que revelou.
Graças dou pelo futuro e por tudo que passou.
Pelas bênçãos derramadas, pela dor, pela aflição,
Pela graça revelada! Graças dou pelo perdão.

Graças pelo azul celeste, e por nuvens que há também;
Pelas rosas no caminho, e os espinhos que elas têm.
Pela escuridão da noite; pela estrela que brilhou;
Pela prece respondida e a esperança que falhou.

Pela cruz e o sofrimento, e a feliz ressurreição;
Pelo amor que é sem medida, pela paz no coração;
Pelas lágrimas vertidas; e o consolo que é sem par;
Pelo dom da vida eterna sempre graças hei de dar.


Dou graças a Deus por este ano que passou. Foi uma grande benção de Deus contar com sua amizade e carinho neste ano:

Pr. João Batista.

OBS.: O Pr. João Batista é o Vice-presidente da IMUB e sua esposa, a saudosa irmã Magaly, faleceu em junho deste ano.
Tomei a liberdade de publicar esta palavra que ele nos enviou em um e-mail para servir como reflexão a todos os membros da IMUB.


Um 2013 com Jesus a todos:
Pr. Edison



 Compartilhar no Whatsapp

NEWSLETTER

Outras mensagens do Presidente

Use a barra de rolagem para ver outras postagens