À imagem de Deus

Publicado em 03/09/2011

Êxodo 33:11
O Senhor falava com Moisés face a face, como quem fala com seu amigo.

Moisés amava a presença de Deus (veja isto capítulos 32 e 33 de Êxodo).

A amizade de Moisés com Deus foi a garantia da presença de Deus com o povo na jornada no deserto.

Embora Moisés não tivesse contemplado realmente a face do Senhor (Ex. 33.21-23), eles se falavam “face a face”. Ou seja, Moisés tinha intimidade com Deus e conheceu os “segredos” de Deus.

O povo não conheceu a Deus. Quis ter um Deus conforme a imagem que lhe agradasse.

Como isto é verdadeiro hoje. Muitos têm seus “bezerros”, suas “imagens” fabricadas na mente e no coração de um Deus que mais lhes agrada.

Mas em Cristo Deus se revela. Revela-se como realmente é. Não poderíamos criá-lo ou formá-lo.

“O deus desta era cegou o entendimento dos descrentes, para que não vejam a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus.” (2 Coríntios 4:4)

“Ele é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação.” (Colossenses 1:15)

“E todos nós, que com a face descoberta contemplamos a glória do Senhor, segundo a sua imagem estamos sendo transformados com glória cada vez maior, a qual vem do Senhor, que é o Espírito.” (2 Coríntios 3:18)



 Compartilhar no Whatsapp

NEWSLETTER

Outras mensagens do Presidente

Use a barra de rolagem para ver outras postagens