Instrumentos de Deus

Publicado em 03/07/2011

Atos 9.3-6


3 Em sua viagem, quando se aproximava de Damasco, de repente brilhou ao seu redor uma luz vinda do céu.
4 Ele caiu por terra e ouviu uma voz que lhe dizia: “Saulo, Saulo, por que você me persegue?”
5 Saulo perguntou: “Quem és tu, Senhor?” Ele respondeu: “Eu sou Jesus, a quem você persegue.
6 Levante-se, entre na cidade; alguém lhe dirá o que você deve fazer.


Atos 9.15-16


15 Mas o Senhor disse a Ananias: Vá! Este homem é meu instrumento escolhido para levar o meu nome perante os gentios e seus reis, e perante o povo de Israel.
16 Mostrarei a ele o quanto deve sofrer pelo meu nome.


Muitas pessoas têm experiências arrebatadoras com Deus, como aconteceu com Saulo.

Mas mesmo quando temos grandes experiências com Deus, o próprio Senhor nos ensina que precisamos aprender a respeitar os “instrumentos” que ele utiliza para nos alcançar e orientar.

Saulo (que depois teve seu nome mudado para Paulo) estava com o coração endurecido e lutando contra Deus. Quando ele mesmo conta a história, em Atos 26.14, ele acrescenta que o Senhor lhe disse que, ao lutar contra Deus, era como se estivesse “dando murros em ponta de faca”, causando dor a si mesmo.

Agora, sob uma intervenção do próprio Deus, Saulo está disposto a mudar. Está pronto a ouvir a Deus.

Entretanto, o Senhor não conversa muito. Ordena a Saulo que entre em Damasco onde alguém lhe diria o que ele deveria fazer.

Assim, precisamos ser humildes, porque mesmo nas experiências mais arrebatadoras, Deus não fala tudo só conosco. Há mais pessoas envolvidas no processo, pois é assim que Deus age.

Da mesma forma, quando Deus fala com Ananias, entendendo o receio deste, explica que ele deve ir até Saulo e o que deve fazer, mas deixa claro que Saulo servirá como instrumento de Deus.

Ananias era um servo fiel e sensível a Deus, que ouvia a voz do Senhor em oração. Entretanto ele entende que Deus tem outros “instrumentos” que quer usar para os seus propósitos.

Ananias nunca mais aparece na história bíblica. A história de Saulo, entretanto, tomará a maior parte do livro de Atos no avanço do Evangelho pelo mundo daquele tempo.

Isto nos deve fazer entender que devemos ter comunhão com Deus e ouvir a sua voz, mas que também, certamente, precisaremos viver a fé em comunidade, aprendendo a respeitar e, de certo modo, nos submeter a instrumentos de Deus.

Creio que não é sem propósito que está escrito que “o Senhor compartilha seus segredos aos que o temem”, e não apenas “ao que o teme” (Salmo 25.14). E também que “o Senhor revela seu plano aos seus servos, os profetas”, e não apenas “ao seu servo” (Amós 3.7).

Já vi muitos homens orgulhosos afirmar que só obedeciam a Deus e, com esta postura, cometeram grandes pecados. Também já vi muitos que andam de um lado para outro querendo ouvir um profeta de Deus e que também se desencaminham.

Assim, nas questões de serviço a Deus, ninguém é tão maduro que não precise depender de outros, e isto é a fé em sua expressão comunitária. Entretanto, ninguém deve ser tão imaturo que dependa só dos outros, e isto é a fé em sua expressão pessoal, na comunhão com Deus e aprendizado de ouvir a sua voz.

O segredo sempre é a humildade e o equilíbrio.

Ajuda-nos, Senhor, a aprender a ouvir tua voz, mas também a respeitar aqueles que o Senhor quer usar para nos ensinar e disciplinar.



 Compartilhar no Whatsapp

NEWSLETTER

Outras mensagens do Presidente

Use a barra de rolagem para ver outras postagens